quarta-feira, 20 de junho de 2012

Demonia Entrevista: Priscila Alba, a zumBOA dos corpetes!




Priscila Alba nasceu em Mondaí SC,  tem 25 anos e atualmente mora em Riqueza SC. Estudou Design de Moda na UNOCHAPECÓ em Chapecó SC. Priscila é sócia na empresa Me Owwn que traz novidades em corpetes diferenciados e exclusivos, para os mais variados estilos. Além de estilista, Priscila também é desenhista e nos presenteou com uma linda ilustração da Demonia (com corpete, claro!) que vocês podem admirar abaixo. Vamos conhecer um pouco mais sobre essa artista/estilista numa deliciosa entrevista exclusiva que Priscila concedeu ao blog She Demons Zine.

Demonia por Priscila Alba


Como e quando surgiu seu interesse por ilustrações? E pela alta costura?  Como foi seu começo no universo da moda?
Gosto muito de falar sobre isso. Desde sempre me lembro de estar com um lápiz e papel na mao desenhando e rabiscando, adorava desenhar tudo que via, meus animais de estimação eram meus modelos preferidos. Além de desenhar muito na minha infância eu brincava com bonecas e fazia as roupas delas, enquanto eu não sabia usar a maquina de costura, fazia as costuras a mão, minha mae não me deixava nem chegar perto das maquinas, achava que eu era nova demais para aprender. Então comecei a usar as máquinas de costura sem ela saber, depois de quebrar muitas agulhas, já estava fazendo sozinha as roupas exclusivas de minhas bonecas. Mas eu não me imaginava fazendo moda quando crescesse, só queria desenhar. Então surgiu a oportunidade de juntar arte com moda, quando entrei para a faculdade de Design de Moda que comecei a conhecer e gostar de criar e fazer roupas. A alta costura me dá a liberdade de fazer peças diferentes e únicas, e isso aumenta o meu interesse pela moda. 






Como e quando você teve seu primeiro contato com um corselet?
Tive meu primeiro contato com um corselet, bom, quando fiz o meu primeiro corselet. Na faculdade de Design de Moda estudamos a indumentaria da Arte e da Moda, foi aí que conhecendo bem aprofundado a história do vestuário que surgiu meu interesse pelos corselets. E nas aulas de Modelagem, pude aprender o que faz parte da estrutura de um corselet (corset, espartilho, corpete) e a elaborar o molde. 
 
Existe diferenças entre corpetes, corset, corseletes, espartilhos ou todos são a mesma coisa/ iguais?
Sim, existe diferença. Definirei em poucas palavras cada um deles:
Corpete: Possui a modelagem simples, com barbatanas de plástico e fechado com o ilhós ou zíperes, sem forro. Ele marca a silhueta, mas não deve ser muito ajustado pois não possui a estrutura necessária e pode deformá-lo.
Corset ou Espartilho: Na indumentaria a partir do século XV, era a roupa de baixo ou lingerie, usada para modelar o corpo de acordo com o “padrão” de beleza da época,  super ajustado, com estrutura firme e rígida. Com o tempo surgiram adaptações mais anatômicas, pois da maneira como eram usados causava consequências sérias para a saúde das mulheres, desmaios eram frenquentes. Hoje sãos peças com maior estrutura, ótimas para corrigir postura e definir a cintura.
Corselet: É estruturado, porém menos rígido. Acintura o corpo, mas não possui a finalidade de reduzir medidas, é o meio termo de Corpete e Corset.


Como é o seu processo criativo?
Pesquisar em primeiro lugar, com foco no público álvo: mulheres. Busco inspiração em alguém ou alguma coisa, passado ou atual, para definir as formas, modelos e cores. Às vezes coisas que surgem de momento, super espontâneo, e então anotações são muito importantes. Sonhos já me deram muitas idéias. Ouvir músicas me ajuda muito nesse processo. Depois de vários desenhos feitos, eu escolho os modelos de acordo com o objetivo – despertar o desejo das mulheres – e então é hora de produzir. 

De que maneira arte e moda dialogam em seu processo criativo? A sua facilidade e talento para o desenho, influencia facilitando o seu trabalho de estilista? Croquis bem detalhados e artísticos facilitam o processo ou o negócio é mesmo colocar a mão na massa (ou no tecido, no caso) e inventar na hora?
Assim como a arte, moda é uma forma de se expressar. Para mim vale muito saber representar no desenho o modelo de corselet que pretendo fabricar. Atravéz dos desenhos posso visualizar os detalhes da peça antes de fabricá-la, e saber se vai dar certo ou não. Mas a idéia de alguns detalhes podem surgir na hora, depois da peça pronta.









Admirando suas ilustrações e croquis, percebemos que mulheres extremamente poderosas, sensuais e sedutoras, são constantes em sua arte. Muitos dos seus desenhos, inclusive, fazem lembrar da Maila Nurmi (Vampira), com uma citura super fina, silhueta invejável em forma de ampulheta. Até que ponto você se inspira em musas do cinema, trazendo-as para seu universo criativo (tanto nas artes plásticas quanto no estilismo)?
O corselet é uma peça de sedução muito antiga e já provou que deixa a silhueta feminina em forma de ampulheta, o que todas nós mulheres desejamos. As musas do cinema são, para minhas criações, a base. Inspiro nelas toda beleza e sensualidade. Nada melhor do que vestir os corselets em belas mulheres como Maila Nurmi, Ava Gardner, Ingrid Pitt não é? Represento essas musas em meus croquis para chamar a atenção das mulheres, e é claro dos homens também, pois é esse o objetivo de se usar corselets. 
Ingrit Pitt


Musas do cinema que inspiram Priscila Alba:


Maila Nurmi


Ava Gardner

Além das musas do cinema, quais são suas outras fontes de inspiração? Como você define e elebora suas coleções?
Cynthia Ferraboli
Aline Milkewicz
Minhas amigas são as principais musas inspiradoras, gosto de representá-las em meus desenhos, elas também me ajudam com idéias. Natureza e suas variadas formas me facinam, e está sempre presente em minhas criações. Então juntando todas essas informações, idéias e emoções que defino as coleções.


Iléia Scopel
Cynthia Ferraboli






Kaline Schenatto
Thaíz








 Kaline Schenatto


Corpete é uma das peças mais sexys e sedutoras do vestuário. Para você, o que é mais importante para despertar o desejo? O tecido, as formas, as cores?
Modelo: Michelli Mueller - Foto: Sara Heffel
A combinação dos três, o corselet deve ser bem elaborado, e então desejo e sedução são consequências.


Quais os materiais mais usados na confecção dos seus corpetes? E como é esse processo de confecção?
Tecidos firmes e resistentes, e barbatanas de aço que da a sustentação e define as formas do corpo. A confecção inicia no corte do tecido depois do molde ser elaborado, e então essas partes cortadas vao para a maquina de costura, e os acabamentos são feitos a mão. Não é um processo demorado mas requer muita dedicação e paciência.

Qual a importância de saber combinar acessórios (brincos, colares, blusas, cintos...) juntamente com os corpetes? Você pensa em expandir seus trabalhos abrangendo também esses outros importantes complementos do vestuário?
O uso dos acessórios é independente do estilo de cada uma, é importante não exagerar para não errar no visual. Eu mesma não fico presa a combinações, e em relação a acessórios sou bem discreta.
Além dos corpetes, já fiz saias longas e curtas, luvas de tule e de renda, e as vezes invento alguns itens como cartola, máscaras...
Meu trabalho ainda é inicial, mas tenho muitos projetos para logo, Expandir? Quem sabe, mas não quero perder o foco, que são os corpetes. 



Corpetes são a marca registrada das Pin up, pensando nisso surge a curiosidade em saber quem você admira nesse meio e se você já pensou em fazer fotos nesse estilo, ou quem sabe já fez...
Gosto muito de Pin up, de todas e tudo que lembra elas. Adoro as ilustrações do artista Gianluca Mattia, são obras lindas que me inspiram muito. Sempre uso referencias de Pin up nas fotografias, pois corselets e Pin up, para mim é uma ótima combinação. E em breve trabalharei inteiramente com o estilo Pin up, dark ou romântico, macabro e muitos outros.

Ilustrações de Gianluca Mattia:






Os corpetes surgiram por volta do século XV com o único objetivo de dar suporte aos seios e manter a postura ereta das damas. Caíram em desuso quando inventaram o sutiã no início do século XX. E dos anos 40/60 em diante voltou a moda, tornando-se um acessório de fetiche. Na sua opinião a que se deve esse fato? E por que uma mulher com espartilho/corpete se torna extremamente atraente?
Como já falei anteriormente, o corset era usado para modelar o corpo de acordo com o “padrão” de beleza da época, super ajustado, usado de forma rígida, causando sérias conseqüências para a saúde das mulheres. A adoção do sutiã libertou as mulheres da obrigação de usar corsets.
O uso do corset nos dias de hoje, tem outro significado, sem ser obrigada a mulher usa para impor sua personalidade e auto-estima, demonstrando força e segurança e é claro com muita graça e feminilidade, e dessa forma, super atraente.

Corpetes são peças que cairam no gosto das mulheres, pois além de lindos, modelam o corpo, e são bastante usados como se fossem uma blusa. Eles podem ser usados em todas as ocasiões ou existem certas situações em que usar esse tipo de vestuário a mostra não fica bem, tornando-se muitas vezes vulgar?
Por ser uma peça sensual, em algumas poucas ocasiões pode não ser conveniente usá-lo, acho que cabe do senso de cada mulher saber usar e onde usar. Não sei dizer em que ocasiões eu não usaria o corset. Acho que a restrição ao uso pode ocorrer por alguma particularidade de cultura, tradição e “religião”.

Qual o melhor conselho que você já recebeu sobre o ramo da moda?
Manter a mente aberta e sempre buscando informações.


Como é trabalhar com alta costura em uma cidade tão pequena feito Riqueza SC? Por ser cidade do interior, você encontra alguma dificuldade no seu ramo de trabalho?
Realmente o acesso a moda nessa região é pequeno, e exige muito de mim e do meu interesse. Mas nada impede de fazer um bom trabalho, pois com a internet e livros consigo ter sempre informações novas. A dificuldade maior está em encontrar matéria-prima para confeccionar os corsets, tendo que buscar em outras cidades ou só por encomenda.
Priscila Alba como zumboa na web série Lua Perversa
Recentemente você participou da segunda temporada da web série Lua Perversa (que ainda está em fase de pós produção) no papel de uma zumboa tenebrosamente sexy com um vestido longo preto e um corpete bastante sensual. Como surgiu o convite para você adentrar no mundo da sétima arte e como você vê a sua participação no episódio?
O convite surgiu do amigo Cesar Coffin Souza, um dos atores da web série Lua Perversa de André Bozzetto Junior.
Já havia disponibilizado ao Coffin os meus corseletes para utilizar no figurino dos seus curtas. E nessa participação pude eu mesma usar um dos meus corselets. Essa foi minha primeira experiência como atriz, gostei, mas confesso que não tenho o dom pra coisa. ("Nós discordamos, Priscila" - Coffin e Gisele)

Além de artista plástica e estilista, pretende seguir também no trabalho como atriz?
Como atriz mesmo, hmmm difícil dizer  pois nunca pensei nisso antes, mas como auxiliar de maquiagem e "quebra galho" estarei sempre a disposição.



Falando em cinema... quais seus filmes preferidos, atores, atrizes, diretores?
Gosto de muitos filmes, resumindo, épicos e animação são meus favoritos. O escritor e diretor Adam Elliot é de se admirar, gosto de suas obras. Atores e atrizes não tenho preferências.

Notei que em algumas de suas ilustrações você sai um pouco do universo das pin ups, mulheres poderosas e elegantemente sexys e retrata doces e charmosos gatinhos. Você também é apaixonada por gatos?
Completamente amante de felinos, convivo com eles desde sempre, são minha principal fonte de inspiração. MeOwwn...




Você, assim como as mulheres de suas ilustrações que aparentam ser poderosas e sedentas por sexo, também é bem resolvida e desencanada quando o assunto é sexo?
Sim, me sinto bem resolvida e segura quanto a sexo. E gosto muito.

Além dos seus corpetes, quais os outros acessórios e peças do vestuário que você gosta de usar quando quer seduzir? E quando já seduziu... curte brinquedinhos e acessórios sexuais?
Meias, gosto de meias, são peças delicadas e sensuais. E quanto a brinquedos e acessórios sexuais, bom posso dizer que, gosto de experimentar. 

Uma cena de filme que te inspirou sexualmente e que você sentiu muito tesão.
Dificil dizer qual exatamente, mas cenas de beijo na chuva são muito excitantes.

O que você gosta de fazer quando não está trabalhando?
Encontrar com amigos, sair à noite para caminhar, acampar e quando possível viajar pra qualquer lugar.

Em poucas palavras defina Priscila Alba.
Simples e corajosa.

Para encerrar, sinta-se a vontade para dar a sua opinião ou informação que não foi revelada pelas questões anteriores e que considere importante ou simplesmente queira dizer. E se quiser,  deixe contato de e-mail/blog/página no Facebook ou afins para que os leitores do SHE DEMONS ZINE possam conhecer melhor seu trabalho e entrar em contato.
Fiquei feliz pelo convite, amei desenhar a Demonia, sempre linda em todos os estilos. Quero agradecer a She Demons Zine pelo espaço e dizer que podem contar comigo e com minha arte sempre.
E para quem quiser conhecer e acompanhar  meu trabalho esta é a página no Facebook: http://www.facebook.com/meowwn
e meu e-mail: me_own23@hotmail.com
 



Por: Gisele Ferran
@Gi_de_Gisele




Um comentário:

  1. *gostaria de conhecer uma demõni@ com os seus poderes,,,;)* vlw webdj *|*

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...