segunda-feira, 30 de julho de 2012

Michelle Bauer 100% Elétrica! - Rainhas do Grito: 4



Bonita, voluptuosa, curvilínea, Michelle Bauer teve de passar por todo o círculo de trabalhos necessários até se converter em um objeto de culto erótico e uma das divas do cinema "B": modelo em revistas masculinas, voz em telefones eróticos,modelo em fotos de bondage, dublê-de-corpo, extra em pequenos filmes, atriz pornô e finalmente Scream Queen!
                              Bauer, modelo em início de carreira

Nascida Michelle Medvitz em outubro de 1958 em Montebello, Califórnia. Filha de uma mexicana e de um tchecoslovaco, casou-se aos 18 anos com Ken Bauer e se separou pouco tempo depois, mantendo no entanto seu sobrenome. Foi poster central da revista Penthouse em julho de 1981 e iniciou sua carreira em filmes XXX com o pseudônimo de Pia Snow. Apareceu em cenas hard em "Bad Girls" ( 1981), "Nightdreams" (1981) e "Café Flesh" (um clássico do gênero) de Stephen Sayadian e em vários outros, como no papel principal  de "Jane Bonda's Bizarre Workout" (assinando Pia Sands). Ela nunca renegou seu trabalho na indústria pornô como outras atrizes, apesar de dizer em várias entrevistas que em suas cenas explícitas era substituída por dublês (?!?)...
                          Pia Snow...ou...Michelle Bauer, a vontade...

Bauer trabalhava na série erótica "Romantic Visions" do Playboy Channel, quando foi apresentada ao diretor/produtor/maquiador Fred Olen Ray, que ela considera o verdadeiro forjador de sua personalidade cinematográfica. Ela foi escalada para o papel principal de "The Tomb" (A Maldição da Tumba, 1986) de Fred Olen Ray, com Cameron Mitchell, John Carradine, Kitten Natividad e Sybill Danning.
 Ela vive Nefratis, uma sacerdotisa egípcia, morta a mais de 2.000 anos e que volta como uma vampira para se vingar dos que roubaram sua tumba. 
Mistura trash de aventura com terror, "The Tomb" foi um fenômeno no mercado de vídeo na época. Rodado com menos de 200.000 dólares em apenas 14 dias, fez uma pequena fortuna em locações no mundo todo.

                             Nefratis, a múmia-vampira...

 " Em "The Tomb", eu tive o meu primeiro papel de verdade, e eu era a atriz principal. Depois em minha carreira eu fiz quase sempre papéis secundários...então eu acho que minha carreira começou ao contrário..." (Michelle Bauer para a revista Femme Fatales #1 em 1992).
Michelle fez pontas em "Cyclone" (1986), Armed Response" (1986), "Command Squad" (1987) e "Phantom Empire" (1987), todos de Olen Ray, e sua primeira parceria com outras scream queens famosas em "Nightmare Sisters" (1987) de David DeCoteau.


Nesta comédia "B" de sexo e terror adolescente, Melody (Linnea Quigley), Marci (Brinke Stevens) e Mickey (Michelle Bauer) são garotas nerds e "encalhadas". Um dia elas conseguem marcar uma festa com um trio de rapazes, mas ao utilizarem uma bola de cristal para uma brincadeira com espíritos, acabam possuídas por uma entidade que as transformam em gostosas e perigosas predadoras sexuais!

                                            as garotas se divertem sozinhas...
                                     

"Michelle é sempre 100% elétrica." disse David DeCoteau a revista Femme Fatales. "não importa o tamanho do orçamento do filme, ela é uma atriz que se dedica sempre. Ela dedicou para "Nightmare Sisters", a mesma energia que qualquer outra atriz usualmente guardaria para um "Silêncio dos Inocentes..."

                               Brinke, Linnea e Michelle com o produtor/diretor DeCoteau

Nesta época, com sua carreira crescendo, Michelle teve problemas com seu ex-marido que a proibia de utilizar seu sobre-nome, assim em algumas produções ela assinou como Michelle McClellan. Foi assim com "Night of the Living Babes" (1997) de Jon Valentine, outra comédia de terror sobre um grupo de mulheres zumbis e "Sorority Babes in the Slimebowl-O-Rama" (Imp-O Gênio do Mal, 1988) de David DeCoteau, com Michelle, Linnea e Brinke novamente juntas.

Um grupo de estudantes rouba um estranho troféu de uma quadra de boliche de um shopping e libertam um pequeno gênio maligno. A criatura fantástica provoca diversas possessões, mortes e risadas, nesta comédia sacana, onde a personagem nerd de Michelle, é transformada pelo gênio em uma ninfomaníaca realmente insaciável...
"Eu me diverti muito neste filme, ir de uma garota conservadora para uma ninfomaníaca foi muito engraçado. Eu adoro ficar nua e arrancar fora minhas roupas, porque eu acho que sou uma maníaca...um monte de gente acha que sou completamente biruta." (entrevista para a revista Scream Queens Illustrated #2 ,1993/94).












Também foi assim no cult-vídeo "Hollywood Chainsaw Hookers" (O Massacre da Serra Elétrica 3,1988) de Fred Olen Ray, com Gunnar Hansen e Linnea Quigley. Um detetive  sai em busca de Samantha (Quigley), uma garota desaparecida. Se defronta então, com um grupo de prostitutas que utilizam moto-serras para praticar seus sacrifícios humanos para um culto presidido por um homem conhecido apenas como "o Estranho" (Hansen, o Leatherface original, do "Massacre da Serra Elétrica" original).

                                                           Michelle na capa do filme...



 Michelle faz o papel da sedutora e perigosa Mercedes, e sua batalha com moto-serras com Quigley é o ponto alto desta comédia sangrenta.


                                                     Bauer, se arrumando para...Matar!


Então, Olen Ray deve ter pensado..."se prostitutas com moto-serras em Hollywood, fazem sucesso, por que não..."
"Beverly Hills Vamp" (A Vampira de Beverly Hills, 1989) ???
Sim, a ideia é boa, mas o vídeo...Grande parte do problema desta outra comédia de horror/sexy de Ray, é seu ator principal: Eddie Deezen, um péssimo comediante, imitador de Jerry Lewis e outros mestres em caretas. AH!, sim, Michelle Bauer faz o papel de Kristina, uma das vampiras-prostitutas...


Michelle voltou a ser Bauer, e fez uma ponta importante no terror "Spirits" (A Maldição dos Espíritos, 1990) de Fred Olen Ray, com Eric Estrada, Brinke Stevens, Robert Quarry. Neste filme, um padre (Estrada) sofre as tentações da carne ao fazer uma investigação em uma casa assombrada por freiras possuídas. "Foi uma mudança de papéis para mim. Meu personagem não fala, não estou bonita, porque prenderam meu cabelo e não utilizei maquiagem. Eu pareço assustadora, e isto foi ótimo!" (Scream Queens Illustrated...)
Sempre elétrica e brincalhona, acabou levando broncas até de seu amigo Olen Ray em "Evil Toons" (Magias do Mal...O Verdadeiro Humorror, 1992) de Ray, com David Carradine, Dick Miller e Monique Gabrielle.















Na comédia sobre um demônio em forma de desenho animado que tenta possuir (em todos os sentidos) quatro belas garotas que o libertaram, Bauer faz o papel da esposa do veterano Dick Miller. "Eles estavam rodando as cenas dele primeiro, eu estava atrás das câmeras lendo meus diálogos, então eu mostrei meus peitos para ele, e ele não esperava isto! O diretor não gostou muito, mas depois entendeu a piada, isto é que faz o trabalho divertido." (idem...).



Incansável, ela esteve em "Puppet Master 3: Toulon's Revenge" ( A Volta do Mestre dos Brinquedos, 1991) de David DeCoteau; "Inner Sanctum" ( O Santuário do Medo,1991), com Tanya Roberts e "Little Devils" (1991) de Fred Olen Ray;"Hollywood Scream Queens Hot Tub Party"(1991) e "Dinosaur Island" (1993) de Jim Wynorski e Fred Olen Ray; "Chickboxer" (1992) de Scott Plummer; "The Dwelling" (1993) de Jeffrey Lynn Ward; "Attack of the 60 foot Centerfolds" (Altas Confusões, 1993) de Fred Olen Ray; "Blonde Heaven" (Sangue no Paraíso, 1995) de David DeCoteau com Julie Stain, entre outros.


















Em 1995, co-estrelou, junto com a novata Ghetty Chasun ( e a participação especial de Kitten Natividad), o drama de terror e lesbianismo "Red Lips" de Donald Farmer.
A garota Caroline (Chasun) é vítima de uma injeção experimental de um médico louco, que a transforma em uma vampira-viva. Ela passa a colecionar vítimas, até que se apaixona por Lisa (Bauer), e tem que lutar contra seus instintos e a sede de sangue.















                                        Bauer...amada por uma vampirinha sangrenta...

"Vampire Vixens From Venus" (1995) de Ted A. Bohus, como o título já diz, conta em forma de comédia, os ataques de um trio de venusianas que assumem a forma de belas mulheres para roubar a força vital de machos bobalhões da terra. Junto com Michelle, as também muito gostosas J.J.North e Theresa Lynn.



Em 1998, Michelle Bauer viajou para Málaga, Espanha, para dois filmes que marcaram a volta do famoso e prolífico diretor Jesus Franco a atividade ( e culminaram em uma impresionante produção de 12 filmes/vídeos em 7 anos!). Em "Lust For Frankenstein"
sua eterna musa Lina Romay (1954-2012) vive Moira Frankenstein, que guiada pelo fantasma de seu pai (Carlos Subterfuge) volta a mansão da família e revive uma criatura feminina (Bauer) criada por ele.


















A criatura se mostra uma "máquina-sexual", e Moira a transforma em sua amante, mas a "monstra" também tem instintos assassinos, e a mansão se transforma em um pesadelo erótico e sangrento.

Co-produzido pelo americano Hugh Gallagher (editor da fantástica revista "Draculina", e fã confesso de Franco), foi a oportunidade para o diretor e seu elenco feminino mostrarem sua maturidade artística. O filme foi muito elogiado mundo afora , apesar de sua distribuição restrita.
                     Michelle como a criatura feminina de Frankenstein

Logo a seguir ela estava também em "Mari-Cookie and the Killer Tarantula in 8 Legs to Love You"/" Mari Cookie y la Tarántula Asesina" (1988) de Jesus Franco, com Lina Romay, Linnea Quiglay, Amber Newman e
Raquel Sheppard. Mais uma boa desculpa para Franco exercitar suas obsessões e colocar várias garotas nuas. Conta a trajetória da  exótica Tarântula (Romay), que rapta lindas mulheres prendendo-as em uma teia de areia gigante, faz estranhas poções sexuais (a partir de testículos de macacos) e é investigada pela bela xerife Marga (Bauer) por causa de estranhos desaparecimentos. Assim como o filme anterior, também rodado em vídeo, mas com um elogiado trabalho de câmera e iluminação, e um elenco para inflamar qualquer tesão!





Michelle Bauer teve um de seus papéis de maior relevância ao lado de outro astro europeu do terror : Paul Naschy (Jacinto Molina), o "Lobisomem Espanhol", mas em uma produção direto para o vídeo de ...Fred Olen Ray. " The Tomb of the Werewolf" (2004), ao lado de Jay Richardson e Evan Stone.


 Uma repórter de uma pequena TV americana vai a Europa, até o castelo da família Daninsky, e acaba se deparando com uma luta centenária que envolve a condessa-vampira (e satanista) Elizabeth Bathory (Bauer) e o amaldiçoado homem-lobo Waldemar (Naschy).


A volta do veterano ator/diretor espanhol ao seu personagem mais famoso, teve todas as marcas...de Olen Ray: produção vagabunda, efeitos desleixados, elenco mal dirigido mas montanhas de citações a filmes do gênero e a nudez do elenco feminino com cenas de sexo-soft.
Paul Naschy ainda se envolveu com um filme muito pior nos EUA: "Countess Dracula's Orgy of Blood" do sempre incompetente Donald F. Glut, mas MIchelle não teve participação neste "crime"...


                                                     Bauer como a condessa vampira...

Apesar de já ter anunciado sua aposentadoria diversas vezes, Michelle Bauer continua na ativa, principalmente com seus diretores favoritos. Para Fred Olen Ray fez "The Bikini Escort Campany" (2006); "Voodoo Dollz" (2008);  & "Little Witches" (2011); e para David DeCoteau, papéis diferentes na série de ficção científica/terror/paranormal-gay "1313" : "1313: Wicked Stepbrother" (2011); "1313: Actor Slash Model" (2011); "1313: Bermuda Triangle" (2012) e "1313: Cougar Cult" (2012), e está em "2: Voodoo Academy" (2012) de David DeCoteau, ainda em fase de pós produção...


Sempre prestativa, Michelle Bauer dá uma aula de como utilizar uma moto-serra com segurança... 



by coffin souza



terça-feira, 24 de julho de 2012

Lolitas Sapequinhas de Ben Newman



Ben Newman é um artista britânico que vive em Oxford, seu trabalho tem uma forte influência da cultura pop, histórias em quadrinhos e contos de fadas... com personagens femininas voluptuosas e sensuais num clima de safadeza e erotismo (um “pouquinho” diferente das ilustrações e histórias dos livros infantis).
Lolitas inocentes e indefesas sendo desejadas por monstros do sexo masculinos é o que mais chama atenção e me atrai em suas pinturas, assim como as pinturas com o tema de bondage. Todas as menininhas assediadas nas suas obras parecem estar se divertindo e bastante excitadas com a situação.

Abaixo algumas de suas pinturas:



















Texto e pesquisa: Gisele Ferran
@Gi_de_Gisele


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...