sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

Mulheres Lindas & Múmias Bolorentas Parte 2: A Vingança!



Revisões e saudáveis esculachos com o mito das múmias-vivas e suas bonitas vítimas, marcam esta segunda parte de nossa saga.
"La Venganza de la Momia" (1973) de Carlos Aured, trás o eterno "lobisomem espanhol" Paul Naschy (Jacinto Molina) em papel duplo. Ele é o sádico faraó Amehotep, mumificado e também Assad Bey, o sumo sacerdote que o trás de volta a vida na Londres da Era Vitoriana. O problema, é que para manter a múmia viva, são necessários sacrifícios de jovens virgens! Muito Gore e nudez, nesta versão com uma múmia com o físico atarracado de Naschy e gatas como Maria Silva e Helga Liné. 







O diretor/produtor egípcio Frank (Farouk) Agrama, deve uma ideia genial, aproveitar o sucesso dos filmes de mortos-vivos-canibais e misturar com uma história de múmia, e assim nasceu "Dawn of the Mummy" (1981), onde um grupo de belas modelos acaba acordando uma múmia de seu sarcófago e ela vem acompanhada de escravos zumbis. O mesmo Agrama, é o responsável por "Queen Kong" de 1976, portanto apesar de locações reais e bastante gore, a empreitada rendeu apenas  mais um trash em seu currículo.





Seguiram-se duas comédias com o terror egípcio, produzidas quase ao mesmo tempo. "La Momia Nacional" (1981) de José Ramón Larraz, é uma comédia maluca com tons alegóricos, sobre a descoberta da múmia de uma princesa, que quando desperta, se mostra uma fêmea predadora em busca de sexo. Um médico vampiro e um lobisomem também dão as caras, em meio a um elenco de veteranos comediantes espanhóis e belezas como as de Azucena Hernandez e Pilar Arcón, entre outras.







Do nosso Brasil veio o clássico "O Segredo da Múmia" (1982) de Ivan Cardoso, uma paródia ao gênero e uma homenagem ao cinema com tons de chanchada. A descoberta da tumba de Runamb (Anselmo Vasconcellos) pelo Dr. Expedito Vitus (Wilson Grey), dá oportunidade para o cientista louco brasileiro de testar seu soro da imortalidade. E para Ivan Cardoso brincar com os clichês e fazer inúmeras citações a filmes clássicos. Sem falar no inúmero e delicioso elenco feminino!




"The Tomb" (A  Maldição da Tumba, 1986) de Fred Olen Ray, também tentou ser uma homenagem aos filmes clássicos da Universal e aos seriados dos anos 40. O orçamento minúsculo, não permitiu grandes vôos na história da descoberta do sarcófago da Rainha Nefratis (Michelle Bauer), uma gostosa e perigosa feiticeira-vampira. John Carradine, Cameron Mitchell, Sybill Danning e Kitten Natividad ajudam neste Trash divertido.





A deusa Pornô Nina Hartley, estrelou uma série de 3 vídeos hard-core com o tema: "Mummy Dearest" (Múmia- A Perdição dos Faraós, 1990), "Mummy 2" (Mummy- A Procura do Prazer, 1990) e "Mummy III" (A Múmia 3, 1990) de Duck Dumont, sobre uma princesa egípcia que ressuscita em busca de sexo, é claro...




A paródia Rockabilly dos filmes de adolescentes dos anos 50 "I Was a Teenage Mummy" (1992) de Christopher C.Frieri, apresenta Rhada, um estudante egípcio demente, que para se vingar de uma gang que o barbariza, rapta uma garota e a transforma em uma múmia vingativa. Humor, terror e musical com a lendária banda de garagem The A-Bones, em uma produção independente em P&B e com econômicos 48 minutos de duração, que começou a ser rodada em 1962 (!) por Ralph C. Bruemke.



O notório picareta Harry Allan Towers, dentro de uma série de adaptações de contos de Edgar Allan Poe, produziu "The Mummy Lives" (Vingança Eterna, 1993) de Gerry O'Hara, presumivelmente baseado no conto "Conversa com uma Múmia", mas na verdade uma refilmagem disfarçada do clássico da Universal de 1932. No lugar de Karloff...Tony Curtis, como o  Dr. Mohassid, na verdade, Lorde Aziru, que despertado de sua tumba,  parte para a vingança e sai em busca da reencarnação de sua amada.



Outro pequeno filme independente, rodado em vídeo e lançado em VHS foi "The Mummy's Dungeon" (1993) de G.W.Lawrence. Um trashão com orçamento zero, onde Rameses Karis (Dave Castiglione) um  egípcio maluco ressuscita uma múmia muito tarada e aprisiona lindas modelos fotográficas em seu porão para sacrifica-las e manter seu amigo de 2000 anos vivo...
















Uma "bomba" saiu das mãos de Jeffrey Obrow, que dirigiu "Bram Stocker's Legend of the Mummy" (A Lenda da Múmia, 1997), mais uma adaptação da novela de Bram Stoker. Agora a mocinha é vivida por Amy Locane; Louis Gosset Jr. é o vilão e Lloyd Bochner também se envolve na enrascada aventura sobre a múmia de 7 dedos da rainha Tera. Para compensar a múmia fuleira e os poucos sustos, o elenco feminino possui saudáveis cenas gratuitas de nudez.




 












"Tale of the Mummy" (O Enigma de Talos, 1998) de Russell Mucahay, é uma mistureba do personagem com ficção científica e tem Jason Scott Lee, Shelley Duvall, Louise Lombard, Gerard Butler (um ainda desconhecido) e Christopher Lee no elenco.

















Vieram os filmes de múmia com Brendan Fraser, com CGI demais, ação demais e...bem, não são na verdade filmes do gênero! Mais divertido é "Ancient Evil: Scream of the Mummy" (A Maldição da Múmia, 1999) de David DeCoteau, onde um grupo de  estudantes de arqueologia, examinando os restos mortais de uma múmia Asteca, acabam despertando a fúria e a vingança de Tlaloc,o temível deus da chuva.Sim, o filme é Trash (filmado no México em apenas 4 dias!), como todos o do diretor, mas a múmia é bem legal e tem lindas gatinhas no elenco (apesar da insistência do diretor em mostrar rapazes semi-nus). O filme também foi lançado como "Bram Stoker's Legend of the Mummy 2" (?!?!).






Enfim mais um clássico:"Bubba-Ho-Tep" (2002) de Don Coscarelli. Em um asilo para velhos se encontram Elvis Presley (Bruce Campbell) e o ex-presidente americano JFK (Ossie Davis, um ator negro..) e as duas lendas ainda vivas precisam enfrentar o perigo de uma múmia milenar que se alimenta de almas. Comédia com humor inteligente, ação e terror. Bruce arrasa como um Elvis senil e tarado.





E a múmia Asteca voltaria a atacar em "Mil Mascaras Vs. the Aztec Mummy" (2007) de Jeff Burr e Chip Gubera. Uma bela homenagem aos lutadores mascarados mexicanos, com a participação do próprio Mil, e mais Argozan, Hijo del Santo, Blue Demon Jr., Richard Lynch como o presidente dos Estados Unidos, P.J. Soles e grande (e pouco vestido) elenco feminino!





Outro Trash-maker assumido, Donald F.Glut, escalou um time de beldades e monstros clássicos para seu "Blood Scarab" (2008). Esta sátira/homenagem aos filmes e monstros clássicos de terror, envolve uma batalha entre a sangrenta Condessa Vampira Elizabeth Bathory (Monique Parent) com uma feiticeira egípcia ressuscitada (Sasha Peralta) e seu companheiro mumificado. O Conde Drácula (Tony Clay) e seu eterno ajudante Renfield (Bruce Barlow), também se envolvem na briga. A eterna Scream Queen Brinke Stevens faz uma doutora em Arqueologia que ajuda  Renfield a vencer a satânica vampira...
Assim como estes faraós, princesas e guardiões egípcios, as múmias do cinema...sempre voltam!!!




                                                                   by Coffin-Ho-Tep-Souza

quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

Barbara Jensen e as Pin Ups Eróticas



Nascida e criada em Westchester, NY, Barbara Jensen agora reside em Daytona Beach, Florida. Autodidata, ela começou a fazer retratos no final dos anos 80 e evoluiu para o erótico no final dos anos 90. Seu trabalho principal são ilustrações de pin ups e pode  ser visto em algumas galerias ao redor do mundo e em muitos sites de arte erótica.
Na internet não encontrei muito mais sobre a biografia dessa talentosa artista, mas sua arte sim está em muitos sites. Abaixo algumas das mais lindas e ousadas pin ups de Barbara Jensen.





























Por Gisele Ferran
 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...