quarta-feira, 30 de outubro de 2013

Gostosuras & Travessuras...Safadezas de Halloween!

Bom amiguinhos e amiguinhas, como todos sabem, a data de Halloween, é originariamente uma festa pagã, que celebrava segundo o calendário Celta da Irlanda, o Festival de Samhain. Entre os dias 30 de Outubro e 2 de novembro, se celebrava o "Fim do Verão". Misturado com o termo escocês e a  celebração do "Allhallow-Eve" (véspera do Dia de Todos os Santos), tornou-se esta saudável brincadeira infantil com bruxas e monstros. Nós dissemos...Infantil???
Curtam com a Demonia a Putaria saudável e divertida do Dia das Bruxas e...



O símbolo mais famoso desta data é a abóbora, então, vamos a ela...






E agora passamos para a parte das fantasias e Travessuras ou (e) Gostosuras...
Esta atividade é uma das principais tradições do Halloween. Supõe-se que a tradição irlandesa e britânica de pedir o "soul cake" (o bolo das almas), nesta data, tenha dado origem ao trick or treat nos Estados Unidos.





































Ok, amiguinhos...vocês ainda podem se arrepender de tanta putaria pagã. É só fazer como a freirinha aqui...


Demonia, Gisele Ferran & Coffin Souza desejam a todos um Feliz Halloween!!!




                                                                                                          by Gisele Ferran e Coffin Souza




segunda-feira, 28 de outubro de 2013

Jamie Lee Curtis: A Rainha do Halloween

Jamie Lee Curtis sempre teve sangue de Scream Queen em suas veias. Sua mãe, Janet Leigh, protagonizou a clássica cena do assassinato no chuveiro em "Psycho" (Psicose, 1960) de Alfred Hitchcock...



Jamie nasceu em 22 de Novembro de 1958 em Los Angeles, filha de Janet Leigh e do também famoso ator Tony Curtis.
Seus pais se divorciaram quando ela ainda era uma criança, e Jamie foi criada por Janet e seu segundo marido.
Depois dos 18 anos, Jamie decidiu seguir os passos de seus pais e  fez algumas participações em séries da TV e foi escolhida por John Carpenter e Debra Hill para um filme que inicialmente iria se chamar "The Babysitter Murder". 



O filme acabou se tornando "Halloween" (Halloween- A Noite do Terror, 1978) de John Carpenter, uma produção de baixo orçamento e  onde Jamie é Laurie Strode, que é apavorada e enfrenta um altamente perigoso assassino psicopata, durante a noite  do "Dia das Bruxas".



 O filme se tornou um enorme sucesso, gerou uma série interminável de imitações (e continuações e refilmagens) e iniciou o "boom" dos filmes Slashers dos anos 80. 



Jamie e sua mãe foram reunidas por John Carpenter em "The Fog" (Fog- A Bruma Assassina, 1980). Realizado ainda sob a sombra do enorme sucesso cult de Halloween, "The Fog" surpreendeu por ir por outro caminho, com uma história sobre fantasmas-zumbis, que muito deve a saga dos "mortos-vivos-Templários" do espanhol Amando de Ossorio.
Muita atmosfera de suspense, efeitos especiais em um estilo "retrô" e diversas referências a Halloween. Mas o personagem de Jamie Lee é uma participação de luxo, o show aqui é de Adrienne Barbeau!





Adrienne Barbeau, John Carpenter, Jamie Lee Curtis e Janet Leigh no set de filmagens de "The Fog"


Alçada ao status de Rainha do Terror, Curtis passou a ser escalada para produções visivelmente calcadas no seu filme mais famoso; como os canadenses "Prom Night" (A Morte Convida Para Dançar, 1980) de Paul Lynch (que gerou uma série de continuações sem Jamie Lee) ou "Terror Train" (O Trem do Terror, 1980) de Roger Spottiswoode, onde a noite das bruxas foi substituída por uma festa a fantasia à bordo de um trem e o assassino usa uma máscara de Grouxo Marx (entre outras...)! Participação especial do famoso mágico David Copperfield, em um filme que Jamie diz "Odiar"!





"Road Games" (Enigma na Estrada, 1981) de Richard Franklin, é um bom suspense australiano (pouco visto) sobre um caminhoneiro (Stacy Keach), que procura um serial killer que raptou uma amiga sua (Jamie Lee Curtis) e é confundido pela polícia com o assassino.



Laurie Strode (Jamie Lee) estaria novamente ameaçada pelo maníaco Michael Myers em "Halloween II" (Halloween 2- O Pesadelo Continua, 1981) de Rick Rosenthal. Continuação direta do primeiro filme, com o jogo de gato-e-rato de vítima e assassino sendo encenado agora em um hospital, para onde ela foi levada na mesma noite fatídica. Descobrimos junto com ela, que o doido Michael Myers é na realidade o seu irmão. 





 Jamie deu um passo a mais em sua carreira ao estrelar o filme televisivo "Death of a Centerfold: The Dorothy Stratten Story" (A Mulher Ardente, 1981) de Gabrielle Beaumont. Ao viver a história real da linda modelo e atriz canadense (que atuou na cult comédia de ficção científica "Galaxina" de 1980) que acabou assassinada por seu marido e empresário. Jamie mostrou que sabia ser sexy e boa atriz, além de seus gritos e caras de pavor. Apesar de criticada por não se parecer de forma alguma com a trágica personagem real, ela se sobressaiu e passou também ao rol de Fêmea Fatal!



                                                                Dorothy Stratten


                                                  Jamie como a trágica modelo e atriz...

Variando, para não ficar apenas marcada como atriz de filmes fantásticos, atuou e fez bonito em comédias como "Trading Places" (Trocando as Bolas, 1983) de John Landis, com Eddie Murphy e Dan Aykroyd (aonde também fez o papel sexy de  Ophelia, uma prostituta de rua de "bom coração")  e...




... "A Fish Called Wanda" (Um Peixe Chamado Wanda, 1988) de Charles Crichton e John Cleese, com parte da trupe do eternamente divertido grupo inglês Monty Python. No último, Jamie esteve deliciosamente sensual e hilária!



Ela também mostrou sensualidade, sensibilidade e fúria em "Love Letters" (1983) de Amy Holden Jones. Após descobrir através de antigas cartas, que sua mãe recém falecida teve um amante por 15 anos, uma jovem e famosa DJ de uma rádio (Jamie), embarca em uma experiência similar...com resultados ruins...




Outra mudança e mais um sucesso com "Perfect" (Perfeição, 1985) de James Bridges. Aqui, Jamie faz par romântico com John Travolta e se esforça suando em uma academia de ginástica Aeróbica. Uma grande bobagem, feita na esteira do sucesso de "Flashdance" (1983).




Ela esteve no policial de suspense "Blue Steel" (Jogo Perverso, 1989) de Kathryn Bigelow, como a policial fardada Megan, em uma jogo de gato-e-rato mortal com um assassino psicopata (novamente...).




Uma inversão de papéis aconteceu em "Mothers's Boys" (Paixão Assassina, 1994) de Yves Simoneau. Aqui Jamie vive Jude Madigan, uma dona de casa que abandona sem explicações seu marido e os 3 filhos. Anos depois, ela volta e se mostra uma psicopata que utiliza de todos os meios (violência, intrigas e sedução) para retomar a família.




Jamie Lee Curtis foi a esposa de Arnold Schwarzenegger no thriller de ação e bom humor "True Lies" (1994) de James Cameron. Como mulher de um agente secreto americano, ela também trabalha para deter um grupo de terroristas nucleares. Em uma cena, para tentar seduzir um vilão, Jamie protagoniza um strip-tease desajeitado mas sedutor!





Jamie e grande parte de seus companheiros de elenco de "Um Peixe Chamado Wanda", foram reunidos novamente na comédia "Fierce Creatures" (Ferocidade Máxima, 1997) de Robert Young e Fred Schepisi...



Apesar de ter renegado a coroa de rainha do terror, Jamie estaria de volta ao gênero e a série que a consagrou com "Halloween H20: 20 Years Later" (Halloween H20 - Vinte Anos Depois, 1998) de Steve Miner. Agora, Laurie Strode se esconde por trás de outro nome e dirige uma escola particular distante de sua cidadezinha. Mas Michael "The Shape" Myers, está de volta e ela precisa proteger a sua vida e a de seu filho.



No mesmo terreno, ela foi a estrela de "Virus" (1999) de John Bruno, com Michael Baldwin e Donald Sutherland. Um misto de ficção científica e terror, sobre um navio de pesquisas abandonado que guarda uma forma de vida alienígena muito perigosa para a humanidade.




A última batalha de Jamie Lee com seu doido irmão aconteceu em "Halloween: Resurrection" (Halloween - Ressurreição, 2002) de Rick Rosenthal. Agora a ideia foi colocar a eterna batalha dentro da moda de filmes estilo "reality show", alavancado pela "Bruxa de Blair". Assim como todos estes últimos filmes fantásticos protagonizados por Jamie, pouca novidade e apenas o seu nome para chamar bilheteria.



Jamie Lee Curtis continua ativa no cinema (principalmente comédias) e em séries de TV. Apesar de não gostar do título, ela continua sendo uma das grandes Scream Queens da história e a eterna Rainha do Halloween...









                                                                                                                            by Coffin Souza
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...