domingo, 5 de março de 2017

Julie Ege : Beleza Nórdica no Cinema Fantástico


Julie Ege nasceu Julie Dzuli, na Noruega, em Novembro de 1943... 





Aos 15 anos, a bela loira começou a trabalhar como modelo.  Em 1962, ela ficou em segundo lugar no Miss Noruega e, posteriormente, participou do concurso Miss Universo . 
 Ela fez sua estreia no cinema em um filme de baixo orçamento  em sua terra natal,chamado “Norwegian Stompa til sjøs” (1967).




Em 1967  ela se mudou para a Inglaterra através um programa de intercâmbio, para trabalhar como babá e para melhorar o seu Inglês , estudando em uma escola de idiomas .
Logo ela foi descoberta pela revista Penthouse , e fez seu primeiro ensaio erótico....




 Foram estas fotos que a levaram a ser escalada para uma ponta em "On Her Majestic's Secret Service" ( 007- A Serviço Secreto de Sua Majestade, 1969) de Peter Hunt... 




...no único filme do agente secreto James Bond estrelado pelo modelo George Lazenby, Julie vive a "Bond Girl" Helen, a "garota Escandinava"... 


Julie apareceu em um papel na comédia erótica-maluca escrita e estrelada pelo hilário Marty Feldman, "Every Home Should Have One" (1970) de Jim Clark...



...vivendo a sexy babá Inga Giltenburg




...que deixa Marty Feldman...de olhos mais esbugalhados ainda!!!!



Ela esteve com outros futuros colegas da Hammer Films na comédia erótica de época "Up Pompeii"(1971) de Bob Kellett, com o comediante Frankie Howerd.



Julie foi a sexy Volupta (a esposa de um governador romano, e uma das atrações principais do filme!); Madeline Smith, viveu a personagem Erotica, e o futuro monstro de Frankenstein e depois Darth Vader, David Prowse, apareceria como um personagem musculoso, não creditado...




                                               Madeline Smith em "Up Pompeii"


 A voz de Julie, porém, foi redublada por outra atriz para o filme. Ao ser apresentado ao personagem de Lance Percival, que diz: "Madame, é um prazer", sua resposta famosa é "Sim, eu sei. Já fiz".... 




 Finalmente, ela estrelou na Hammer Films Productions,  a aventura fantástica "Creatures the World Forgot" (Criaturas que o Mundo Esqueceu, 1971) de Don Chaffey...



Ela vive Nala, a garota pré-histórica, que está no meio do conflito entre dois irmãos pela liderança de sua tribo...




O quarto e último ( e mais barato) filme do ciclo com Garotas das Cavernas da Hammer, iniciado com "Mil Séculos Antes de Cristo" (1966), com Raquel Welch. Julie teve o duro trabalho de honrar suas maravilhosas antecessoras (Welch, Martine Beswick e Victoria Vetri), em um filme "Sem Criaturas" e rodado em cenários reais na Namíbia e na África do Sul. 





Anunciada pela publicidade da Hammer como "O Novo Símbolo Sexual dos Anos 70", sua personagem não foi assim tão sexy e o filme foi um desastre de bilheteria. Além disto, ela havia dado à luz a sua primeira filha, alguns meses antes das filmagens e o calor e as condições precárias das locações, diminuíram a sua participação. 



Julie esteve no thriller de ficção científica "The Final Programme" (O Programa Final, 1973) de Robert Fuest...




...a história, adaptada de um romance de Michael Moorcock, mostra a busca por um microfilme que contém o misterioso "Programa Final", desenvolvido por um falecido cientista milionário, e que pode mudar o rumo da evolução humana...




...Julie vive Miss Dazzle, neste cult-movie psicodélico e bem humorado.
  



 Já "Craze"(Quando o Sexo É Loucura/Demência, 1974) de Freddie Francis; é um terror-exploitation sobre um antiquário maluco (Jack Palance), que sacrifica mulheres para o ídolo africano "Chuku", em troca de fortuna...





                                                              Chuku, Julie & Jack... 


 Em "The Legend of the 7 de Golden Vampires"( A Lenda dos Sete Vampiros, 1974 ) de Roy Ward Baker, ela vive a jovem viúva-rica Vanessa Buren...




... que é salva de um atentado pelo filho do professor Van Helsing (Peter Cushing); e financia e acompanha uma expedição ao interior da China, aonde o Conde Drácula (John Forbes-Robertson) comanda o satânico bando dos vampiros dourados...






...durante as inúmeras brigas com os vampiros-lutadores, Vanessa é mordida por um deles e rapidamente se transforma em uma das criaturas da noite...



...ela ataca o jovem herói Ching (David Chiang), que sabendo que também vai se transformar, atravessa uma estaca em seu corpo e no de Vanessa! 


No "horror-botânico" "The Mutations" (Estranhas Mutações, 1974) de Jack Cardiff, Julie vive a jovem Hedi, uma das vítimas das experiências loucas do cientista maluco Professor Nolder (Donald Pleasence)...






...que cruza o DNA de plantas com animais, criando monstruosidades sem fim... 



Julie Ege faria diversas participações em comédias sensuais como "Not Now Darling" (1973); "Após o Transplante, o Super-Homem" (Percy's Progress, 1974), ou "The Amorous Milkman" (1975)...




Seu último filme de gênero foi também uma comédia, realizada em seu país: "De Dwaze Lotgevallen van Sherlock Jones" (1975) de Nikolai van der Heyde; brincando é claro com o personagem de Conan Doyle. Aqui, o companheiro do incompetente detetive Jones, é seu cão Basset, chamdo "Watson"...

Julie se afastou de sua carreira para tratar um câncer no seio, e depois de curada resolveu voltar a estudar e passou a trabalhar como enfermeira. Ela faria ainda uma participação especial em uma mini-série da TV norueguesa em 1998. A brava enfermeira seria vítima do câncer novamente, nos pulmões e mamas , e faleceria em Oslo, em Abril de 2008... 




Em um documentário para a TV do Reino Unido alguns anos antes de sua morte, ela afirmou que nunca se importou de ser rotulada como uma atriz sensual,  e que tinha tido uma boa vida e que, basicamente os filmes ajudaram a pagar as contas.












Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...